Holsteiner Dreitour/pt: Unterschied zwischen den Versionen

Aus Dancilla Wiki
Wechseln zu:Navigation, Suche
(Tanzbeschreibung neu)
 
(2ª Volta)
Zeile 25: Zeile 25:
 
=== 2ª Volta ===
 
=== 2ª Volta ===
  
'''Compasso 1-8:''' Handtour direita com o parceiro, girando em sentido horário
+
'''Compasso 1-8:''' [[Giro de mão|Handtour]] direita com o parceiro, girando em sentido horário
  
 
'''Compasso 1-8 (Rep.):''' Handtour esquerda com o parceiro girando em sentido anti-horário
 
'''Compasso 1-8 (Rep.):''' Handtour esquerda com o parceiro girando em sentido anti-horário

Version vom 17. Januar 2019, 16:18 Uhr

Posição inicial

Lado a lado, 4 pares em quadrado. Par 1 de frente para a música (ou outra direção definida), par 2 em frente ao par 1, par 3 a direita do par 1 e par 4 em frente ao par 3.

Descrição da dança

1ª Volta

Figura 1 – Círculo

Compasso 1-8: Círculo dos 4 pares, 16 passos caminhada em sentido horário

Compasso 1-8 (Rep.): Conforme 1-8 anteriores, sentido anti-horário

Figura 2 – Torres

Compasso 1-4: Pares 1 e 2 trocam de lugar, de mãos dadas vão de encontro uns aos outros, par 2 abre a torre para que par 1 possa passar por baixo. No outro lado soltar as mãos e cada um por si vira para o outro lado, giro por dentro. Os parceiros estão agora na posição invertida: rapaz à direita da moça.

Compasso 5-8: Par 1 e 2 retornam para a posição inicial, agora par 1 abre a torre e par 2 passa por baixo. No outro lado soltar as mãos e giro no lugar, por dentro.

Compasso 1-8 (Rep.): Troca de lugar pares 3 e 4 da mesma forma, primeiro par 4 abre a torre, depois para 3

Figura 3 – Corrente

Compasso 9-16: Corrente. Rapazes se deslocam sentido anti-horário, moças sentido horário. Todos inciam com a mão direita. Chegando no parceiro, lado oposto, 1 volta de Handtour.

Compasso 9-16 (Rep.): Continuação da corrente até a posição inicial, ali novamente Handtour com o parceiro

2ª Volta

Compasso 1-8: Handtour direita com o parceiro, girando em sentido horário

Compasso 1-8 (Rep.): Handtour esquerda com o parceiro girando em sentido anti-horário

Figura 2 e 3: Conforme 1ª Volta

3ª Volta

Compasso 1-8 e repetição: Círculo da moças sentido horário e anti-horário

Figura 2 e 3: Conforme 1ª Volta

4ª Volta

Compasso 1-8 e repetição: moinho dos rapazes sentido horário – braço direito – e sentido anti-horário – braço esquerdo

Figura 2 e 3: Conforme 1ª Volta

Círculo final

Compasso 1-8 e repetição: Círculo dos 4 pares sentido horário e anti-horário conforme início

Observações

Na corrente originalmente não havia indicação de compasso referente à música. Na Áustria tomou-se com base fazer a corrente em 4 compassos até o lado contrário e 4 compassos para a Handtour com o parceiro. Da mesma forma na segunda parte da corrente. Esta forma pode ser conferida nos vídeos colocados abaixo.

Esta temática foi abordada por Arno Tröster em uma monografia que pode ser conferida aqui.

Na Áustria se adquiriu a prática de o círculo final anti-horário ser feito em passo mais rápido, de galope lateral. Às vezes também já no círculo final horário.

A dança "Dreitourig" originalmente tinha 18 voltas, o nome “Holsteiner Dreitour” foi especificado por Walter Kögler quando da sua publicação em disco, assim como a modificação para 3 voltas. Isto por que na capa não havia espaço para mais texto nem o disco em si tinha capacidade para mais música.

Curiosidade sobre a origem da dança podem ser conferidas na revista publicada pela BAG "Der fröhliche Kreis" publicada em setembro de 2008, pagina 7 e seguintes, escrito por Hans-Jörg Brenner. Também em "Der Heimatpfleger, Seite 10". Outro artigo nesta temática - "Wie aus „Dreitourig“ die Holsteiner Dreitour wurde" (Como do Dreitour surgiu a Holsteiner Dreitour), escrito por Wolfgang Schlüter, pode ser conferido em LAG Tanz Schleswig-Holstein e.V..


Outras denominações

  • Dreitourig (aus Ost-Holstein), Wilhelm Stahl
  • Pommersche Dreitour, registrado por Willi Schultz em Trechel - Kreis Naugard (Hinterpommern)
  • Schwarze Rappen, Willi Schulz, Deutsche Volkstänze 50/51, Volkstänze aus Pommern 3. Teil, publicado por Hans Severin, 1962
  • Schwarzer Rappen, Marie Peters, Mecklenburgische Bauerntänze, 1911 (apresenta uma coreografia bem diferente).
  • Krup dörn Tun, Otto Ilmbrecht, Bückeburger Heimattänze, Hamburg, 1937, com outra melodia.
  • No vídeo aparece a melodia Thüringer III, retirada de Tanzheft Schröder, Grevesmühlen, um 1870, muito mais antiga que a primeira publicação da Holsteiner Dreitour. Esta é idêntica à melodia hoje conhecida da Holsteiner Dreitour.

Fontes

MP3

  • Aqui pode ser baixado um arquivo em MP3 do Dancilla.
  • Aqui outra versão em MP3. Gmoi z' Hungen pode ser baixada.

Partituras

CD ou DVD

Vídeo

Versão "oficial" da Landesarbeitsgemeindschaft Schleswig-Holstein

Tänze für die Jugend, Wien

Trachtengruppe Laisa, Deutschland 2008

Vorarlberger Trachtentage, Lustenau 2000

Dirndl-Dancers, England

Holsteiner Dreitour no monociclo, dança folclórica em outra forma no Volkstanzfest Leopolditanz 2016 executado pela Sportunion St.Andrä-Wördern, com Gerhard e Simone Fuchs.

Vídeo completo em Leopolditanz 2016

Melodia Thüringer III, retirada de Tanzheft Schröder, Grevesmühlen, um 1870, bem antes da primeira publicação da Holsteiner Dreitour.

Deutsche Tanzliste

No ano de 2015 esta dança foi incluída na Tanzliste – Lista de danças alemãs básicas – da DGV - Deutschen Gesellschaft für Volkstanz e.V.

Em outros idiomas